Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Formação Rotária

Sexta-feira, 27.11.15

00 00 00 - Novo emblema de Rotary.jpg

 

 

TEMA: ARBITRAGEM NO CLUBE


O Rotary é uma escola de amizade em que, em virtude disso, alguns conceitos não deveriam fazer parte do movimento.
Refiro-me ao mal-estar, o ressentimento, que normalmente poderia produzir-se diante de qualquer divergência entre seres humanos.
Felizmente, Rotary ensina-nos a tolerância e compreensão, sentimentos que, em muitos casos, amenizam as diferenças que se apresentam, algumas vezes, entre amigos.
No entanto, se essas diferenças perduram e para superá-las, o procedimento rotário invoca a figura da Arbitragem.
O Rotary absorveu esta ideia e expressa-a no seu Manual de Procedimento, que dita a arbitragem no caso de existir diferenças entre os sócios de um clube ou ex-sócios ou entre esses e dirigentes ou Conselho Director.
Se é certo que o Artigo XV dos Estatutos prescritos (p.277), enumera as causas que podem ser submetidas a arbitragem (Divergência relacionada com a qualidade de sócio, violação dos estatutos ou regulamento, ou expulsão de sócio do clube), também é verdade que amplia as causas a “qualquer que seja a causa que não possa ser solucionada com base nas normas já estabelecidas”.
Estimados amigos, o Rotary transmite-nos os princípios da amizade, tolerância e companheirismo.

 No entanto, prevê de maneira delicada um processo de resolução de controvérsias no qual deve primar, sobre todas as coisas, aqueles princípios enunciados anteriormente.

Somente assim se encontrarão soluções maduras, garantindo a essência do movimento:

“A compreensão mútua.”
 Do: Manual de Procedimento.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Rotary Clube Peniche às 21:51




Links

Clube Contacto



Comentários recentes