Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



...

Segunda-feira, 16.10.17

Por que erradicaremos a poliomielite na Nigéria

 

Por Carol Pandak, Diretora do PolioPlus para o Rotary International

Enquanto nos afastamos do acampamento de Muna para pessoas deslocadas internamente nos arredores de Maiduguri, a capital do estado de Borno, na Nigéria, um jovem vestido de túnica e calça marrom nos disse adeus amigavelmente.

Com 60 mil habitantes, o campo dobrou em tamanho desde o mesmo período do ano passado, quando o conflito continua a empurrar as pessoas de suas casas. Minha visita ao acampamento foi a última estadia em uma viagem à Nigéria com o presidente do Comitê Internacional de Pólio Plus do Rotary, Mike McGovern, numa altura em que o país não  notificou um caso de poliomielite durante um ano. Mas enquanto marcávamos a data no calendário, a visita não era comemorativa.  A Nigéria não relatou casos de poliomielite durante dois anos entre 2014 e 2016, e todos ficaram desapontados com os novos casos identificados em Borno em agosto do ano passado.

 

Nota do nosso clube:

Esta luta desenvolvida na Nigéria e no mundo também representa um benefício para o nosso país, defendendo-o da hipótese de voltar e ter a pólio entre nós.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Rotary Clube Peniche às 12:31




Links

Clube Contacto



Comentários recentes