Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



A ENTREVISTA DO MÊS

Sexta-feira, 26.02.10

Do boletim deste mês destacamos:

 

 

“Este mês, o nosso entrevistado é o nosso Companheiro Carlos Martinho, presidente

eleito para 2010-2011.

Entrou para Rotary em Setembro de 2008. O que o motivou a fazer parte deste

movimento? Simples curiosidade? Por amabilidade e atenção para quem lhe dirigiu o

convite ? Por já dele ter conhecimento e concordar com os seus objectivos ? Por

qualqueroutro motivo ? Com sinceridade . Sem receio de magoar quem quer que seja.

Tive oportunidade de conhecer o Rotary Clube de Peniche( RCP ) há já largos anos, pode

ser convidado para diversos eventos muito agradáveis de convívio rotário nomeadamente

jantares e palestras. Fui conhecendo a obra de grande prestígio que o movimento Rotary tem

na nossacomunidade e no mundo.Infelizmente muita dela não é de todo conhecida dos

nossos próximos.

Mas o importante é que ela existe e é uma fabulosa realidade.

A vontade de intervir e ser útil à minha comunidade,levou-me a aceitar o convite que me foi

dirigido.

Mereceu sempre a minha maior admiração o facto de os clubes Rotary serem apartidários,

não vinculados a qualquer religião, e assumirem um carácter independente e de grande abertura

à sociedade, exigindo aos seus membros elevados padrões de ética e de disponibilidade para os

outros .

O movimento Rotário é, por outro lado, uma gigantesca instituição global, em constante

mudança para melhor se adaptar às novas realidades, a novos e maiores desafios . Isso

seduz-me.

 

Com a mesma sinceridade. Está arrependido. Em caso afirmativo porque motivos, e porque ainda permanece

no Clube ?

 

Estou satisfeito com a minha entrada no Rotary Clube de Peniche.

Encontrei companheiros com elevados padrões civilizacionais, que mesmo nos momentos mais

difíceis mantêm a educação e o respeito, não olvidando dos superiores interesses do clube e da

herança de Rotary .

O quadro social está motivado para prosseguir os seus esforços em ser útil à sociedade e, deste

modo, estão largamente superadas as condições mínimas para que, em minha sincera análise,

valha a pena pertencer a este grupo.

 

Tendo em consideração a opinião e o conhecimento que neste momento tem do Movimento Rotário e, por

outro lado, a experiência e vivência que já tem do nosso Clube, acha que estamos cumprindo, de forma

aceitável, com os seus objectivos?

 

O RCP tem uma história de dádiva à nossa comunidade e ao próprio país, que muito nos deve

orgulhar.

Muito nos dignifica mas, sobretudo, é inegável mérito de todos os que há cerca de 30 anos

fundaram este clube,logo com a construção daquilo que é o nosso orgulho e grande singularidade:

a colónia de férias e sede.

O saldo de todos estes anos não pode deixar de garantir que a intervenção do RCP seja mais do

que aceitável como seja, sem falsas modéstias, em muitos campos até notável .

 

Estando o companheiro já indicado, neste momento, para presidir futuramente ao nosso Clube, que alterações

gostaria de introduzir para corresponder precisamente ao que pensa que deve ser um Clube Rotário?

 

 

Não posso pretender ter a veleidade de introduzir alterações substanciais noRCP .

Por um lado porque sou seu membro há muito pouco tempo, o que não me dá a experiência

necessária para poder tomar iniciativas de grandes mudanças.

Por outro lado, o clube não precisa, na minha opinião,de substanciais reformas ao que tem sido

feito nos últimos anos.

Vive até um momento que eu classificaria como de consolidação.

É certo que pretendo dar algum cunho pessoal à próxima gestão, mas quero sobretudo continuar o

muito de bem feito que tem sido levado a cabo e tentar extrair de todos os companheiros o melhor

que possam dar em prol dos nossos objectivos fundamentais.

 

Um dos motivos que mais preocupa Rotary é o facto de alguns Clubes não darem suficiente

informação e um acompanhamento mais eficaz aos membros entrantes, inclusivé com a

atribuição de responsabilidades a nível de Administração do Clube ou participação em

Comissões. Pessoalmente, e relativamente a si, o que pensa.

A informação é, actualmente, em todas as áreas da actividade e interesse humano, um dos

factores mais importantes na integração, coesão e desenvolvimento de qualquer instituição.

Como é óbvio, sou o mais favorável possível à criação e disseminação de informação rotária.

Permita-me companheiro Orlando que, neste âmbito, o felicite particularmente, pela obra

extraordinária que também neste aspecto tem feito pelo nosso clube.

Este seu voluntarismo neste aspecto particular merece a minha maior admiração. Permita-me

que o desafie a continuar durante a minha presidência com este seu esforço e obra, que espero

continue muito justamente a satisfazer.

Na forma escrita, distribuída por e-mail ou em formato papel, a sua existência é fundamental.

Se for promovida a sua breve apresentação na forma oral com a frequência das nossas reuniões

de café, parece-me que fica inquestionavelmente assegurada e reforçada a sua divulgação .

A formação rotária é outro dos pilares fundamentais para o nosso sucesso.

Aqui, pequenas doses com a frequência das nossas reuniões de café, ministradas pelos

companheiros mais experientes, como é o seu caso, seriam na minha perspectiva um importante

benefício para o rápido desenvolvimento e integração dos companheiros mais recentes.

Mesmo para os mais antigos não seria despropositado .

 

Na qualidade de futuro Presidente, que mensagem gostaria, desde já, de deixar a todos os companheiros?

 

 

Gostaria de deixar a seguinte mensagem a todos os nossos companheiros:

-temos a obrigação de dar o nosso melhor a todas as solicitações do companheiro presidente

Bandarrinha, de forma a que a sua presidência prossiga com a notável dinâmica e brilho a que

já se guindou e nos habituou .

A sua dádiva extraordinária ao RCP assim o justifica;

- para a etapa já iniciada de preparação para a minha presidência, gostaria de contar com todas

as sugestões e conselhos dos companheiros o que estou certo não me será negado.”

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Rotary Clube Peniche às 15:46

31º ANIVERSÁRIO DO CLUBE

Sexta-feira, 26.02.10

 

 

 

O clube comemorou o seu 31º aniversário com uma sessão festiva no Atlântico Golf Hotel.

Antes de iniciados os trabalhos foi prestada homenagem ao falecido sócio João Narciso da Silva Dias, respeitando um minuto de silêncio.

Porque, conjuntamente com o nosso aniversário, festejamos o 105º aniversário de Rotary International, o companheiro Mário Belém leu um seu trabalho historiando o nascimento e os feitos de Rotary.

Tivemos ainda a oportunidade de emblemar dois novos sócios do nosso clube.

Seguiu-se uma palestra pelo historiador Snr. Dr. Miguel Santos sobre o tema "A REPÚBLICA E OS VALORES REPUBLICANOS".  

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Rotary Clube Peniche às 01:07

ACERCA DO NOSSO MOVIMENTO

Quarta-feira, 03.02.10

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Rotary Clube Peniche às 21:57

PROGRAMA DO MÊS DE FEVEREIRO DE 2010

Terça-feira, 02.02.10

 

Mês da Compreensão Mundial

 

Dia 04 - 21H00 - Reunião ao café –

              Análise dos Projectos em curso

Local - Centro de Férias

             Vamos falar de:

Tema - A RECOLHA DE LIVROS E SUA

              PREPARAÇÃO

              A RECOLHA DE ROUPAS

                                         

Dia 11 - 21H00 -  Reunião ao café

Local - Centro de Férias

Tema - ASSEMBLEIA GERAL DO CLUBE

              Ordem de Trabalhos

              Análise e votação das propostas para 

              admissão de novos sócios

              Outros assuntos

                       

Dia 18 - 21H00 - Reunião ao café

Local -  Centro de Férias.

Tema -  O Aniversário de Rotary Internacional 

 

Dia 25 - 20H30 - REUNIÃO FESTIVA DE JANTAR

               ANIVERSÁRIO DO CLUBE

Local -  ATLÂNTICO GOLF HOTEL

Tema -  A REPÚBLICA E OS VALORES

              REPUBLICANOS

                                         

Palestrante  - Dr. MIGUEL SANTOS

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Rotary Clube Peniche às 23:11




Links

Clube Contacto



Comentários recentes